Rondônia - 16 de Agosto de 2022

CORONAVÍRUS: CASOS EXPLODEM NO VALE DO JAMARI, SÃO MAIS DE 300 NOVOS CASOS, 1ª MORTE É REGISTRADA

EDIRCEU LIMA, 29/06/2022 14h06

 (Foto: EDIRCEU LIMA) Ampliar imagem:  (Foto: EDIRCEU LIMA)
Foto: EDIRCEU LIMA

Os novos casos de contaminação no Estado de Rondônia ultrapassaram a caso dos mil casos diários, nas últimas 24 horas foram confirmados 1.141 novos casos. Um detalhe chama à atenção, voltamos a registrar óbitos, são 07 mortes nas últimas 48 horas, uma delas foi no município de Buritis que fica localizado na Região do Vale do Jamari, inclusive nesta região foram confirmados mais 308 novos casos, o destaque fica para os municípios de Buritis com 87 novos casos e Alto Paraíso com 70 novos casos. Em Ariquemes 39, Monte Negro 42, Machadinho do Oeste 24, Cujubim 20, Cacaulândia 13, Campo Novo 05 e Rio Crespo e Vale do Anari cada um com 04 novos casos, total de 308 novos infectados.
Até o presente momento a Secretaria Municipal de Saúde Ariquemes ainda não se pronunciou sobre o aumento significativo dos casos de coronavirus na cidade, nem como serão feitos os atendimentos dos suspeitos de estarem infectados, por enquanto estes atendimentos estão sendo feitos nas unidades de saúde do município, inclusive na UPA juntos com todas as outras pessoas que buscam outro tipo de atendimento para outras enfermidades.

ESTADO

Rondônia voltou a registrar aumento nos casos de Covid-19. De acordo com a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), o estado chegou a 11.194 casos ativos da doença na noite de terça-feira (28), quando o último balanço foi divulgado.
Só nas últimas 24 horas foram registrados 1.141 novos casos conhecidos de coronavírus, número que corresponde a mais da metade do registrado ao longo de toda a semana passada.

O boletim da Agevisa também aponta que sete pessoas morreram em decorrência da Covid nos últimos dois dias.
As mortes foram em: Porto Velho (2), Rolim de Moura (1), Alvorada do Oeste (1), Ji-Paraná (1), Buritis (1) e Chupinguaia (1).
Na última semana, entre 19 a 25 de junho, foram 10 óbitos por Covid no estado.

MÁSCARAS

Para o médico e pesquisador Juan Miguel Villalobos, como a transmissão do vírus voltou a subir, o uso de máscara volta a ser necessário em locais fechados.
"Devemos ter em conta que a pandemia não acabou, e provável que não acabe, onde vamos conviver com elas por muitos e muitos anos. Sabemos que a imunidade é fundamental. Duas doses da vacina produzem uma imunidade relativa, por isso o reforço (3° e 4° dose) torna-se necessário. As pesquisas que nós temos feito demonstram que a imunidade, depois de duas doses da vacina e após um período de seis meses, diminui quase a metade. Isso significa que pessoas com duas doses somente já tem uma imunidade aquém do desejado", afirma.
 

Ínicio     Notícias     Bastidores     Fale Conosco     Vídeos

 

 

© 2006 - 2022 - Todos os direitos reservados